NUCLEP participa de conferência ASME atenta às novidades

Estar sempre atenta às novidades dos processos de fabricação de vasos de pressão (equipamentos que operam com pressões superiores às da atmosfera para operacionalizar os processos de produção industrial) e tubulações. Essa foi a proposta da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP em sua participação na ASME 2014 Pressure Vessels & Piping Conference, na Califórnia, nos Estados Unidos, onde o gerente geral de Controle da Qualidade, Rogério Barçante, e o Coordenador Especial de Engenharia de Soldagem, Pedro Ivo, estiveram presentes. Os dois foram acompanhar os diversos estudos sobre novos métodos de soldagem, de inspeção e novos materiais, apresentados na conferência. Com a evolução dos processos de soldagem nos últimos anos, os engenheiros querem atualizar a literatura fabril, a fim de garantir a universalização da informação precisa a todos os funcionários e manter a excelência da qualidade da NUCLEP. - Fomos conhecer o que há de mais moderno na nossa área, ou seja, na fabricação e inspeção de vasos de pressão. Essas conferências representam um grande investimento para os profissionais, já que são locais onde o que há de mais moderno é apresentado – frisou Barçante. A Conferência serviu para a troca de experiências entre empresas de todo o mundo, aprimorando os processos de produção a nível geral, uma vez que casos de sucesso na solução de problemas são apresentados, já antecipando soluções para problemas que poderão, ou não, acontecer no futuro. A qualidade, ressaltou Barçante, é conseqüência da maior eficiência nos processos de fabricação, cabendo à sua gerência aferir o nível de qualidade alcançado e se está dentro das normas contratuais. Preocupados em manter a empresa dentro das normas mais atuais, os dois estão programando a participação na próxima conferência, em julho de 2015, em Boston. Até lá, é revisar todo o material existente, atualizando os processos e qualificando os profissionais dentro das novas normas.  Para Pedro Ivo, é essencial ter um processo de qualificação permanente, preparando os funcionários para os desafios que são impostos a grandes indústrias, como a NUCLEP.