NUCLEP e Firjan começam a mapear áreas para parcerias estratégicas

Foi uma primeira reunião, mas que deixou a certeza de que o futuro reserva boas parcerias estratégicas entre a Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP e a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro – Firjan. Essa pode ser a melhor definição do encontro para o mapeamento das possibilidades de ação conjunta em diversas áreas, que aconteceu na última semana e já deverá ter novos desdobramentos até meados deste mês. Para a gerente geral de Relações Institucionais, Marília Kairuz Baracat, essa conversa é resultado de uma idéia que surgiu durante a Offshore Technology Conference (OTC), em Houston, no mês de maio. Nesse primeiro momento sentaram à mesa, pela NUCLEP, gerentes do Centro de Treinamento Técnico (ITT), do Meio Ambiente, da Segurança do Trabalho, da Medicina do Trabalho e um representante da produção. Pela Firjan, representantes das áreas Ambiental, Relação com Empresas, Serviços Tecnológicos e de Qualidade de Vida. - Essa é uma primeira reunião, que certamente levará a boas parcerias para ambos. Em cada feira e evento buscamos o que pode ser desenvolvido em prol de nossa empresa, em melhoria para os nossos trabalhadores – frisou o diretor Administrativo Paulo Roberto Braga, que vem participando das conversas desde os Estados Unidos. O gerente do Centro de Tecnologia SENAI Ambiental, Paulo Roberto Furio, ainda durante a visita ao ITT, animou-se com a possibilidade de construir junto com a escola um projeto de modernização e atualização tecnológica, buscando linhas de financiamento que atendam às necessidades da empresa. Consciente do trabalho que já vem sendo desenvolvido, principalmente nas áreas Ambiental e de Medicina do Trabalho, Furio acredita que existam mais portas a serem abertas em todas essas áreas, garantindo sempre a melhoria da qualidade de atendimento ao trabalhador. A Firjan, por exemplo, tem buscado no estado parceiros para desenvolvimento de novos produtos, em sintonia com as demandas apresentadas durante a OTC. Furio explicou que algumas palestras em Houston abriram portas para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras no mercado nacional, em parceria com grandes players estrangeiros da área de óleo e gás. - Temos muitas possibilidades que podem ser mapeadas e desenvolvidas. Tenho certeza de que esse primeiro passo foi importante e irá se transformar em conquistas, principalmente, para os trabalhadores. Tenham certeza de que o foco das parcerias será sempre ampliar a qualidade da NUCLEP – concluiu Furio.