Noticias

  • Funcionário da Nuclep recebe prêmio na INAC 2017

    O técnico em Métodos e Processos, Luiz Carlos Chaves de Oliveira, apresentou um trabalho na oitava edição da International Nuclear Atlantic Conference – INAC 2017, que aconteceu em Minas Gerais, na última semana.

    O artigo com o título “Definição de Parâmetros Termo-Hidráulicos de um PWR Naval através de um Balanço de Energia de um PWR Westinghouse”, concorreu com outros 92 trabalhos e ganhou em 1º lugar na categoria ENFIR (Física de Reatores e Termo-Hidráulica).

    O estudante de engenharia ficou em 3º lugar na classificação geral do congresso e ressaltou a importância dessa premiação:

    – “Tanto o prêmio quanto o próprio conteúdo do trabalho representam um grande avanço na minha carreira profissional, pois desejo cursar mestrado na área de Engenharia Nuclear. ”

    A INAC aconteceu na semana de 22 a 27 de outubro com o tema “Energia Nuclear para Projetos Nacionais”, para discutir a energia nuclear como uma fonte geradora de demanda industrial, emprego, desenvolvimento social e econômico e contribui para os objetivos ambientais nos países e regiões onde opera.

  • Outubro Rosa movimenta discussão sobre câncer de mama na Nuclep

    A última manhã deste mês de outubro (31/10) começou cor de rosa na Nuclep. O Auditório da Presidência estava cheio de mulheres para acompanhar a palestra da Dra. Sandra Gioia sobre a importância do diagnóstico precoce na prevenção ao câncer de mama.

    A médica convidada, que é vice-presidente regional da Sociedade Brasileira de Mastologia no Rio de Janeiro e mastologista no Instituto Nacional do Câncer – INCA, apresentou casos para conscientizar as mulheres sobre os cuidados necessários para evitar a doença.

    As funcionárias presentes participaram do evento com perguntas e comentários a respeito do tema. Todas receberam como brinde um kit para cultivar uma flor com o objetivo de simbolizar o cuidado diário com a saúde da mulher.

     

  • Nuclep contribui com indústria offshore na OTC 2017

    A quarta edição da Offshore Technology Conference (OTC) Brasil aconteceu entre os dias 24 e 26/10, no Riocentro (RJ), e contou com a participação da Nuclep como empresa âncora em sua rodada de negócios.

    Com a temática Transforming Today to Power the Solutions of Tomorrow (“Transformando o hoje para fortalecer as soluções do amanhã”, em tradução livre), a conferência buscou novos recursos para desafios em águas profundas. Além disso, o encontro mirou em outras tecnologias de alta importância para a atividade offshore brasileira.

    Mais de cem empresas participaram do evento, sob a organização da própria OTC e do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (IBP).

  • NUCLEP marca presença na 14ª SNCT em Brasília

    No período de 23 a 29 de outubro, a Nuclep estará na cidade de Brasília (DF), contribuindo para o conhecimento científico na 14ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). O evento acontece sempre no mês de outubro, coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

    O presidente interino, Carlos Henrique Silva Seixas, compareceu ao encontro, sediado no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. Além disso, a 14ª SNCT conta com a presença de mais de 70 entidades, reunidas pelo tema “A matemática está em tudo”.

    Através de sua programação, as instituições realizam atividades de divulgação científica em todo o país, com o objetivo de aproximar a ciência e a tecnologia da população, em especial crianças e jovens.

  • Nuclep busca proximidade com grandes empresas internacionais na INAC 2017

    O diretor comercial interino, Ricardo Antunes Corrêa, se reuniu nesta manhã (24/10), com representantes de quatro grandes empresas da área nuclear internacional. O encontro ocorreu, na International Nuclear Atlantic Conference – INAC 2017, que acontece na cidade de Belo Horizonte (MG).

    A ocasião proporcionou aproximação com as companhias chinesas State Nuclear Power Tecnology Corporation Ltda. (SNPTC) e a China National Nuclear Corporation (CNNC), além da empresa japonesa Mitsubishi e a grande companhia francesa Areva.

    As reuniões visam futura parceria técnico-comercial entre a Nuclep e as importantes companhias.

  • Nuclep participa da INAC 2017

    De 22 a 27 de outubro, a Nuclep estará presente na oitava edição da International Nuclear Atlantic Conference – INAC 2017. O evento é organizado pela Associação Brasileira de Energia Nuclear (ABEN) e acontece no Dayrell Hotel & Centro de Convenções em Belo Horizonte, Minas Gerais.

    O diretor comercial interino, Ricardo Antunes Corrêa, participou da abertura da conferência junto a outros importantes executivos, entre eles a presidente da ABEN, Olga Simbalista. Na oportunidade, ele destacou a determinação da Nuclep em contribuir para a expansão do setor nuclear e a importância do evento.  As principais empresas e instituições do setor nuclear brasileiro e internacional, como a Eletronuclear, Amazul, INB, CNEN, CTMSP, Areva, Mitsubishi e as chinesas CNNC e SNPTC, participam da conferência. 

    O tema da INAC este ano é “Energia Nuclear para Projetos Nacionais”, que pretende discutir a energia nuclear como uma fonte geradora de demanda industrial, emprego, desenvolvimento social e econômico e contribui para os objetivos ambientais nos países e regiões onde opera.

     

  • Entrega de peças para Marinha reforça importância estratégica da NUCLEP

    A NUCLEP entregou um deionizador e dois vasos de pressão (VP1 e VP2) para o Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), nesta sexta-feira (20/10), no Galpão Principal da fábrica. O presidente interino, Carlos Henrique Silva Seixas, o diretor comercial, Ricardo Antunes Corrêa e o diretor industrial, Rogério Corrêa Borges, acompanharam o Contra-Almirante André Luis Ferreira Marques, representante do CTMSP, no processo de entrega. Em comemoração, a equipe de Ferramentaria da Diretoria Industrial presenteou o Contra-Almirante Marques com uma miniatura das peças fabricadas. O Contra-Almirante agradeceu o presente e exaltou o trabalho da NUCLEP e seu valor estratégico para a Marinha e, principalmente, para o Brasil.

  • Em busca de novas parcerias, NUCLEP apresenta seu parque industrial a empresas do setor naval

    A NUCLEP recebeu na última terça-feira (03/10) a visita do diretor da Queiroz Galvão Naval, Otoniel Silva Reis, o diretor executivo da Queiroz Galvão Defesa, Othon Zanoide de Moraes Filho e o assessor da Diretoria, Antônio Carlos Frade Carneiro, além do diretor de Desenvolvimento de Negócios na América Latina da Navantia, Fernando Miguélez García. Eles conheceram as dependências administrativas, a fábrica e o terminal marítimo. O diretor industrial, Rogério Corrêa Borges, fez uma apresentação detalhada da capacidade produtiva da NUCLEP.

    Inaugurada em 2013, a Queiroz Galvão Naval e Offshore atende a crescente demanda na área de óleo e gás, estimulada pelos investimentos do pré-sal no Brasil. A empresa possui e gere atividades em dois dos estaleiros mais modernos do mundo: o Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco, e o Estaleiro Honório Bicalho, no Rio Grande do Sul.

    Paralelamente, a Navantia S.A. é uma construtora naval espanhola pertencente à Sociedade Estatal de Participações Industriais (SEPI), que serve ao setor civil e militar. É a quinta maior construtora naval da Europa e a nona maior do mundo, com estaleiros em toda a Espanha.

    Com este encontro, uma iniciativa da presidente interino Carlos Henrique Silva Seixas, a NUCLEP se coloca como parceira em potencial para empreendimentos futuros que envolvam as duas empresas. Os visitantes se mostraram impressionados com o que viram. Uma das primeiras perspectivas dessas parcerias é a licitação conduzida pela Marinha em 2018/2019, que deve resultar na construção de quatros novas embarcações.

  • NUCLEP mira o mercado internacional em conferência nuclear na Europa

    A NUCLEP participou, na semana de 18 a 22 de setembro, da 61ª Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA) que ocorreu em Viena, Áustria. Foi a primeira vez que uma empresa brasileira participou da Conferência Geral da IAEA com estande institucional.  A IAEA é uma organização internacional que promove o uso pacífico da energia atômica em todo o mundo e busca, com o evento, discutir as principais prioridades da Agência.

    O presidente interino, Carlos Henrique Silva Seixas, e o diretor comercial interino, Ricardo Antunes Corrêa, estiveram presentes representando a NUCLEP e somaram ao grupo de 21 participantes que fizeram parte da comitiva brasileira organizada pelo embaixador do Brasil junto à IAEA, Marcel Fortuna Biato. Os brasileiros fizeram história ao formarem a maior comitiva já registrada em todas as edições da Conferência. 

    Na ocasião, a NUCLEP fez contato com as principais empresas estrangeiras que atuam no setor nuclear. Essa participação brasileira abre chances para que a empresa alcance novos mercados e forme parcerias com outras importantes companhias que atuam na área nuclear.

    “No momento, a NUCLEP está em busca de novos mercados. É importante, em um mundo globalizado, poder inserir nossa empresa na confecção de equipamentos para usinas nucleares em qualquer parte do mundo. Para isso, é de grande importância realizarmos parcerias com empresas que já possuem nome no mercado internacional para que, em um futuro próximo, possamos ganhar a confiança e a credibilidade neste segmento de mercado”, sublinhou o presidente Seixas, que foi o principal responsável pelo contato que resultou na participação da NUCLEP nessa Conferência.

  • A NUCLEP participa como empresa âncora na feira Industrisul 2017

    A NUCLEP marcou presença na Feira de Negócios Industriais do Sul Fluminense 2017 (Industrisul), em Volta Redonda (RJ) nos dias 13 e 14/09. A convite do Sebrae/RJ, a empresa atuou como âncora na rodada de negócios, que abre espaço para que micro, pequenas e médias empresas fornecedoras de bens e serviços apresentem seu potencial de parceria para grandes empresas do mercado.

    Representaram a Nuclep no evento o engenheiro Jahn Dihlmann e o comprador André Luiz da Costa. Para André, a participação da NUCLEP foi muito positiva: “Considerei proveitosa a nossa participação, porque além de ver a diversidade de produtos e serviços, pude perceber o interesse por parte dos fornecedores em apresentarem seus serviços para a nossa empresa”.

    Com o tema, ‘Desenvolvimento Econômico e Tecnológico’, a Industrisul 2017 permitiu que empresas da região pudessem expor produtos e serviços e participassem de rodada de negócios, workshops, palestras e fórum de segurança do trabalho.

Páginas