Noticias

  • NUCLEP chama Caldeireiros e Soldadores para prova prática

    A Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP iniciou nesta segunda-feira (23/09) as provas práticas para 68 Caldeireiros e 52 Soldadores, aprovados e classificados no Concurso Público NCP 001/2012. O concurso, que foi prorrogado em maio de 2013, tem por objetivo suprir as necessidades de funcionários para novos projetos que serão desenvolvidos pela empresa, assim como preencher as vagas deixadas por aposentadorias. A prova, que tem um acompanhamento especial de professores do Centro de Treinamento Técnico (ITT), tem por objetivo verificar as habilidades dos funcionários. Os exames acontecerão até o dia 21 de Outubro, no caso dos Caldeireiros, e até 9 de Outubro, para Soldadores. Os testes estão sendo marcados dois pela manhã e dois pela tarde, na área de Caldeiraria, e cinco na parte da tarde, para Solda. - O Centro de Treinamento abre suas portas para as provas práticas dos alunos, reiterando seu caráter de espaço de qualificação permanente dos trabalhadores. Além de formar mão de obra de excelência para o mercado, estamos prontos para garantir a atualização dos profissionais – concluiu o diretor do Centro de Treinamento Técnico, Rodolfo Guedes. A convocação para a prova prática dos alunos está na página da NUCLEP (www.nuclep.gov.br), dentro da área de Empresa e Concurso Público. Além do nome dos profissionais, há a definição de dia e horário para sua apresentação na sede da empresa, na Avenida Euclydes de Oliveira Figueiredo, 200, Bairro Brisamar, em Itaguaí.

  • NUCLEP chama Caldeireiros e Soldadores para prova prática

    A Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP iniciou hoje (23/09) as provas práticas para 68 Caldeireiros e 52 Soldadores, aprovados e classificados no Concurso Público NCP 001/2012. O concurso, que foi prorrogado em maio de 2013, tem por objetivo suprir as necessidades de funcionários para novos projetos que serão desenvolvidos pela empresa, assim como preencher as vagas deixadas por aposentadorias. A prova, que tem um acompanhamento especial de professores do Centro de Treinamento Técnico (ITT), tem por objetivo verificar as habilidades dos candidatos. Os exames acontecerão até o dia 21 de Outubro, no caso dos Caldeireiros, e até 9 de Outubro, para Soldadores. Os testes estão sendo marcados dois pela manhã e dois pela tarde, na área de Caldeiraria, e cinco na parte da tarde, para Solda. - O Centro de Treinamento abre suas portas para as provas práticas dos candidatos, reiterando seu caráter de espaço de qualificação permanente dos trabalhadores. Além de formar mão de obra de excelência para o mercado, estamos prontos para garantir a atualização dos profissionais – concluiu o diretor do Centro de Treinamento Técnico, Rodolfo Guedes. A convocação para a prova prática dos candidatos está na página da NUCLEP (www.nuclep.gov.br), dentro da área de Empresa e Concurso Público. Além do nome dos profissionais, há a definição de dia e horário para sua apresentação na sede da empresa, na Avenida Euclydes de Oliveira Figueiredo, 200, Bairro Brisamar, em Itaguaí.

  • Senador se compromete com transformação da NUCLEP em locomotiva da economia

    Uma empresa que deverá ser a locomotiva da economia fluminense. Assim o senador Lindbergh Farias definiu a Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A - NUCLEP durante a visita em que conheceu o parque fabril da empresa, em Itaguaí. Ele ressaltou que foi dado mais um passo para a construção de canais que agilizem o processo de modernização da fábrica.- Essa é a primeira de muitas visitas que farei aqui. Estou conhecendo a fábrica e vendo no que poderemos ajudar para que ela seja a locomotiva da economia fluminense nas próximas décadas. A importância da NUCLEP vai além de sua participação no setor industrial brasileiro, mas também de sua logística social, atendendo os trabalhadores daqui da região, da Baixada Fluminense e da Zona Oeste do Rio – frisou o senador.Os diretores Financeiro, Paulo Roberto Braga; Comercial, Alexandre Gadelha; e Industrial, Liberal Zanellato; assim como os diretores da Associação de Empregados da NUCLEP (AEP) e a gerente geral de Relações Institucionais, Marília Baracat, acompanharam a visita do senador à fábrica, mostrando os equipamentos que estão produzindo hoje módulos para a Petrobras, cascos de submarinos para a Marinha do Brasil e equipamentos para a usina nuclear de Angra 3.

  • Senador se compromete com transformação da NUCLEP em locomotiva da economia

    Uma empresa que deverá ser a locomotiva da economia fluminense. Assim o senador Lindbergh Farias definiu a Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A - NUCLEP durante a visita em que conheceu o parque fabril da empresa, em Itaguaí. Ele ressaltou que foi dado mais um passo para a construção de canais que agilizem o processo de modernização da fábrica.- Essa é a primeira de muitas visitas que farei aqui. Estou conhecendo a fábrica e vendo no que poderemos ajudar para que ela seja a locomotiva da economia fluminense nas próximas décadas. A importância da NUCLEP vai além de sua participação no setor industrial brasileiro, mas também de sua logística social, atendendo os trabalhadores daqui da região, da Baixada Fluminense e da Zona Oeste do Rio – frisou o senador.Os diretores Financeiro, Paulo Roberto Braga; Comercial, Alexandre Gadelha; e Industrial, Liberal Zanellato; assim como os diretores da Associação de Empregados da NUCLEP (AEP) e a gerente geral de Relações Institucionais, Marília Baracat, acompanharam a visita do senador à fábrica, mostrando os equipamentos que estão produzindo hoje módulos para a Petrobras, cascos de submarinos para a Marinha do Brasil e equipamentos para a usina nuclear de Angra 3.

  • NUCLEP lança página web a aponta para novas transformações

    Uma empresa em transformação. Assim o presidente da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A (NUCLEP), Jaime Cardoso, definiu a empresa durante o lançamento da página web. Para ele, esse é um grande momento, quando a empresa vislumbra novos horizontes e, após um período de recuperação de perdas, já aponta para conseguir fazer novos investimentos na modernização com recursos próprios. Para o presidente, esse é um passo na reformulação do método de comunicação com o trabalhador, que contará com outros estágios, a fim de reforçar a linha direta entre direção e chão de fábrica. Ele lembrou que a empresa vive um momento especial, com novos contratos diretos com grandes companhias e a determinação de mostrar ao mercado cada vez mais a sua capacidade produtiva. - Esse é um passo importante no processo de transformação que vem ocorrendo na NUCLEP. Esse é um portal que privilegia o nosso trabalho, mostra a nossa capacidade e funciona como um painel de informações e negócios. Estamos buscando uma melhor comunicação externa e interna – frisou Jaime Cardoso. A nova página cria um canal direto do público com áreas de tecnologia, engenharia e qualidade, por exemplo, assim como passa a ser o portfólio da empresa, com espaço específico para os segmentos onde a NUCLEP atua, como Defesa, Offshore, Nuclear e Naval, entre outros. Da mesma forma, reforça a imagem de empresa nacional, resgatando o verde e amarelo e enfatizando o azul e branco da empresa. - Esse é o nosso novo cartão de visitas. Uma página dinâmica e que representa bem a capacidade de produção de nossa empresa. Contamos com todos na atualização de informações e na construção de uma página web que contribua cada vez mais para o crescimento da NUCLEP, seja na divulgação de sua marca e da qualidade de seus profissionais, seja na acessibilidade para a conquista de novos projetos – afirmou a gerente geral de Relações Institucionais e Comunicação, Marília Baracat. A parceria entre os setores de Relações Institucionais e Comunicação e Tecnologia para o desenvolvimento de uma nova página web surgiu a partir da necessidade de criar uma comunicação mais amigável e intuitiva entre o público externo e a NUCLEP. Foram alguns meses de desenvolvimento, sempre tendo como norteador a proposta de geração de novos negócios. O investimento foi aprovado pelos setores, que aplaudiram a ideia de mostrar os equipamentos singulares construídos pela empresa, assim como suas máquinas de grande porte. Tudo isso aliado a uma oportunidade de oferecer aos novos parceiros o conhecimento de nossa capacidade instalada. - Essa é uma ferramenta importante para a empresa, que precisa ser permanentemente atualizada. Aqui damos o primeiro passo dessa caminhada que, certamente, irá aprimorando a qualidade do que divulgamos, reforçando sempre a excelência de nossos trabalhadores e a singularidade de nosso parque fabril – concluíram Pablo Ventura e Hélio Castro, responsáveis pelo desenvolvimento do projeto.

  • Começa a construção do segundo submarino brasileiro

    A construção do segundo submarino brasileiro, SBR-2, a ser batizado de Humaitá, teve início nesta quarta-feira (04/09), no galpão auxiliar da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A (NUCLEP). A empresa já está construindo o casco resistente do primeiro submarino, o SBR-1 que será batizado de Riachuelo, que deverá ser entregue em 2017, dentro da parceria da Marinha brasileira com o governo francês.Para o Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Moura Neto, o evento tem o mesmo simbolismo do “batimento de quilha” em navios de superfície e reafirma a decisão brasileira em investir em equipamentos de qualidade e com tecnologia. O Comandante lembrou que o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) é o mais ambicioso da Marinha contemporânea e representa uma enorme conquista para a Nação brasileira.- Quero agradecer a todos pelo esforço em conjunto que está sendo feito para que o país tenha equipamentos mais modernos e entre na relação dos países que produzem submarinos nucleares. Aqui estamos construindo um futuro melhor para o Brasil – afirmou o Comandante da Marinha.Participaram do evento, além do presidente da NUCLEP, Jaime Cardoso, e o Comandante da Marinha, Moura Neto, funcionários e representantes da NUCLEP, da Itaguaí Construções Navais (ICN) e DCNS. Serão construídos também mais dois submarinos convencionais e um a propulsão nuclear. A NUCLEP está encarregada de produzir não apenas o casco, mas também o Vaso de Pressão (VPR) do reator e os dois Geradores de Vapor (GV) do futuro submarino de propulsão nuclear, um projeto do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP).

  • Começa a construção do segundo submarino brasileiro

    A construção do segundo submarino brasileiro, SBR-2, a ser batizado de Humaitá, teve início nesta quarta-feira (04/09), no galpão auxiliar da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A (NUCLEP). A empresa já está construindo o casco resistente do primeiro submarino, o SBR-1 que será batizado de Riachuelo, que deverá ser entregue em 2017, dentro da parceria da Marinha brasileira com o governo francês.Para o Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Moura Neto, o evento tem o mesmo simbolismo do “batimento de quilha” em navios de superfície e reafirma a decisão brasileira em investir em equipamentos de qualidade e com tecnologia. O Comandante lembrou que o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) é o mais ambicioso da Marinha contemporânea e representa uma enorme conquista para a Nação brasileira.- Quero agradecer a todos pelo esforço em conjunto que está sendo feito para que o país tenha equipamentos mais modernos e entre na relação dos países que produzem submarinos nucleares. Aqui estamos construindo um futuro melhor para o Brasil – afirmou o Comandante da Marinha.Participaram do evento, além do presidente da NUCLEP, Jaime Cardoso, e o Comandante da Marinha, Moura Neto, funcionários e representantes da NUCLEP, da Itaguaí Construções Navais (ICN) e DCNS. Serão construídos também mais dois submarinos convencionais e um a propulsão nuclear. A NUCLEP está encarregada de produzir não apenas o casco, mas também o Vaso de Pressão (VPR) do reator e os dois Geradores de Vapor (GV) do futuro submarino de propulsão nuclear, um projeto do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP).

  • Trabalhadores tomam posse no Conselho de Administração

    Foi um momento especial na história da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A (NUCLEP). Valdeir Cordeiro Azevedo e Ana Claudia Souza Fernandes foram empossados como os primeiros trabalhadores a participar do Conselho de Administração da empresa como conselheiro e suplente, respectivamente. Ambos terão a oportunidade de ajudar na construção de uma empresa mais forte e dinâmica a cada dia. Os dois foram recebidos pelos conselheiros, Angelo Padilha, presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN); Jaime Cardoso, presidente da NUCLEP; Arthur Pires Ramos Luiz, diretor geral de Material da Marinha (DGMM); Carlos Augusto Simões Gonçalves Junior, representante do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; e Paulo Henrique de Assis Santana. A proposta é unir as visões gerenciais e dos funcionários nas decisões estratégicas da empresa.- A eleição dos representantes dos trabalhadores para o Conselho de Administração, de acordo com a nova lei, reforça a gestão do diálogo, algo que já é uma rotina na NUCLEP. Isso permite um gerenciamento com percepções específicas de cada setor, ajudando na transparência das ações e reforçando a unidade da empresa – garantiu o presidente, Jaime Cardoso. Essa mescla de percepções é importante, segundo os novos conselheiros, pois poderão levar para as decisões gerenciais o conhecimento do “chão de fábrica”. Eles deixaram claros que será um grande e honroso desafio, o de contribuir para um maior engrandecimento da empresa.- Sabemos dos desafios que teremos pela frente e temos plena consciência da enorme responsabilidade de representar todos os trabalhadores em decisões estratégicas para a NUCLEP – afirmou Valdeir Azevedo. A eleição dos participantes dos funcionários foi concorrida, principalmente por ser um grande momento democrático na empresa. A participação dos funcionários foi maciça, com a apresentação inicial de oito chapas e dois turnos de votação. A escolha dos dois representantes dos trabalhadores movimentou todos os turnos e reiterou a posição da NUCLEP de estar aberta à cooperação de todos na soma de esforços, atendendo ao que preconiza a Lei 12.353, de 28 de Dezembro de 2010, que dispõe sobre o tema.- Trazemos aqui não só a vontade de agregar valor ao Conselho com nosso conhecimento “de dentro para fora”, mas também os anseios e esperança de todos os funcionários que desejam ver a empresa mais forte e próspera – frisou Ana Cláudia. Os dois reiteraram a importância dessa participação e, durante a cerimônia de posse, agradeceram a colaboração de todos os trabalhadores que fizeram do processo eleitoral uma aula de cidadania e democracia. Para eles, a confiança depositada pelos colegas de trabalho exige que apresentem os melhores resultados e façam desse mandato uma história de muito sucesso.

  • Trabalhadores tomam posse no Conselho de Administração

    Foi um momento especial na história da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A (NUCLEP). Valdeir Cordeiro Azevedo e Ana Claudia Souza Fernandes foram empossados como os primeiros trabalhadores a participar do Conselho de Administração da empresa como conselheiro e suplente, respectivamente. Ambos terão a oportunidade de ajudar na construção de uma empresa mais forte e dinâmica a cada dia.
    Os dois foram recebidos pelos conselheiros, Angelo Padilha, presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN); Jaime Cardoso, presidente da NUCLEP; Arthur Pires Ramos Luiz, diretor geral de Material da Marinha (DGMM); Carlos Augusto Simões Gonçalves Junior, representante do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; e Paulo Henrique de Assis Santana. A proposta é unir as visões gerenciais e dos funcionários nas decisões estratégicas da empresa.
    - A eleição dos representantes dos trabalhadores para o Conselho de Administração, de acordo com a nova lei, reforça a gestão do diálogo, algo que já é uma rotina na NUCLEP. Isso permite um gerenciamento com percepções específicas de cada setor, ajudando na transparência das ações e reforçando a unidade da empresa – garantiu o presidente, Jaime Cardoso.
    Essa mescla de percepções é importante, segundo os novos conselheiros, pois poderão levar para as decisões gerenciais o conhecimento do “chão de fábrica”. Eles deixaram claros que será um grande e honroso desafio, o de contribuir para um maior engrandecimento da empresa.
    - Sabemos dos desafios que teremos pela frente e temos plena consciência da enorme responsabilidade de representar todos os trabalhadores em decisões estratégicas para a NUCLEP – afirmou Valdeir Azevedo.
    A eleição dos participantes dos funcionários foi concorrida, principalmente por ser um grande momento democrático na empresa. A participação dos funcionários foi maciça, com a apresentação inicial de oito chapas e dois turnos de votação. A escolha dos dois representantes dos trabalhadores movimentou todos os turnos e reiterou a posição da NUCLEP de estar aberta à cooperação de todos na soma de esforços, atendendo ao que preconiza a Lei 12.353, de 28 de Dezembro de 2010, que dispõe sobre o tema.
    - Trazemos aqui não só a vontade de agregar valor ao Conselho com nosso conhecimento “de dentro para fora”, mas também os anseios e esperança de todos os funcionários que desejam ver a empresa mais forte e próspera – frisou Ana Cláudia.
    Os dois reiteraram a importância dessa participação e, durante a cerimônia de posse, agradeceram a colaboração de todos os trabalhadores que fizeram do processo eleitoral uma aula de cidadania e democracia. Para eles, a confiança depositada pelos colegas de trabalho exige que apresentem os melhores resultados e façam desse mandato uma história de muito sucesso.

  • Óleo & Gás

    Para o segmento offshore, a NUCLEP foi a primeira empresa no Brasil a construir blocos estruturais para plataforma semissubmersível, Petrobras P-51, esta obra pioneira da industria brasileira, resultou na sua contratação para a fabricação dos blocos estruturais da Plataforma Petrobrás P-56. A NUCLEP, pela sua capacidade fabril, forneceu para a Petrobrás uma viga cantilever, com 345 toneladas, para a Plataforma P-III e um heliponto para a Plataforma P-IV.Atualmente, firmou parcerias com empresas nacionais para o fornecimento de módulos de processos para plataformas de petróleo para a Petrobrás, SBM e MODEC.

Páginas