Noticias

  • NUCLEP divulga resultado final de Edital de Chamamento

    A Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A - NUCLEP divulgou o resultado final do Edital de Chamamento das Cooperativas que trabalharão junto à empresa no programa de Coleta Seletiva Solidária. Foram habilitadas as cooperativas Cootrabom, Coopama e ReciclaRio.Mais informações em http://www.nuclep.gov.br/meioambiente A Gerência de Merio Ambiente agora irá entrar em contato com os responsáveis de cada cooperativa.  

  • Defense Minister knows Submarine Development Program

    The Defence Minister Jaques Wagner, the Navy Commander Admiral Leal Ferreira and the Chief of Joint Staff of the Armed Forces, General of Army De Nardi, visited early on Tuesday (24/02) the industrial park Nuclebrás Heavy Equipment S / A - NUCLEP, beyond Structures Manufacturing Unit Metal (UFEM) and the new base and shipyard in Itaguaí. The minister came to know the Submarine Development Program (PROSUB), in partnership with the French government, for the production of four conventional submarines and nuclear propulsion.The minister saw the production of resistant hulls factory NUCLEP and headed for the UFEM where pipes and other equipment to the livability of the submarines are installed. First, however, Jaques Wagner attended a lecture by Admiral Gilberto Max Roffé Hirschfeld, coordinator of PROSUB, showing all program benefits such as technology transfer, for example.- This visit reinforces the importance of the program and shows the excellence of all process participants. We are learning new construction techniques, qualifying us to be always ready to meet the strategic demands of the Nation - stressed the president of NUCLEP, Jaime Cardoso.The NUCLEP supplementing 35 years, has increased its share in the domestic heavy industry segment. Built to meet the Brazilian nuclear program since the mid of the last decade the company has expanded its portfolio of works and repositioned in the market, taking into account all strategic projects for the country. In 2013 the company was registered as Strategic Defense Company, one of the first in the country to participate in the regulation of the law.

  • Ministro da Defesa conhece Programa de Desenvolvimento de Submarinos

    O ministro da Defesa, Jaques Wagner, o comandante da Marinha, almirante Leal Ferreira e o Chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, General de Exército De Nardi, visitaram na manhã desta terça-feira (24/02) o parque industrial da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP, além da Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM) e a nova base e estaleiro naval, em Itaguaí. O ministro veio conhecer o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), em parceria com o governo francês, para a produção de quatro submarinos convencionais e um a propulsão nuclear. O ministro viu a produção dos cascos resistentes na fábrica da NUCLEP e seguiu para a UFEM, onde são instaladas as tubulações e demais equipamentos para a habitabilidade dos submarinos. Antes, entretanto, Jaques Wagner participou de uma palestra do almirante Gilberto Max Roffé Hirschfeld, coordenador do PROSUB, que mostra todas as vantagens do programa, como a transferência de tecnologia, por exemplo. - Essa visita reforça a importância do programa e mostra a excelência de todos os participantes do processo.  Estamos aprendendo novas técnicas de construção, qualificando-nos para estar sempre prontos a atender  as demandas estratégicas da Nação – frisou o presidente da NUCLEP, Jaime Cardoso. A NUCLEP, que completa 35 anos, tem ampliado sua participação no segmento de indústria pesada nacional. Criada para atender ao programa nuclear brasileiro, desde meados da última década a empresa ampliou seu portfólio de obras e se reposicionou no mercado, atendendo a todos os projetos estratégicos para o país. Em 2013 a empresa foi cadastrada como Empresa Estratégica de Defesa, sendo uma das primeiras do país a participar da regulamentação da lei.

  • NUCLEP é parceira ideal para projetos nucleares

    O vice-presidente global da divisão nuclear da Westinghouse, Graham Cable, frisou que a Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP é a parceira perfeita para o desenvolvimento de projetos nucleares no Brasil. A Westinghouse observa o desenrolar do programa nuclear brasileiro e quer ampliar a participação no setor, tão logo haja a retomada do processo. - Nos encontramos, por exemplo, com a NUCLEP, que é uma empresa importantíssima. Se houvesse uma nova usina nuclear no Brasil, não importa quem fosse a empresa escolhida para fornecer o projeto, todos gostariam de trabalhar com a NUCLEP. Então fomos encontrá-los, para ouvir as posições deles sobre o assunto – ressaltou Cable ao responder a pergunta sobre potenciais parceiros no Brasil, em entrevista ao site Petronotícias. A Westinghouse discute também com a Associação Brasileira para Desenvolvimento de Atividades Nucleares (Abdan) o avanço das propostas para a construção de novas plantas nucleoelétricas e a necessidade que o país tem de tomar essas decisões com urgência. Leia a entrevista na íntegra no site  http://www.petronoticias.com.br/archives/63907

  • NUCLEP e CNEN discutem oportunidades no setor nuclear brasileiro

    O presidente da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP, Jaime Cardoso, recebeu nesta segunda-feira (09/02) o presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), Ângelo Padilha, para discutir as oportunidades no setor nuclear brasileiro. Os dois frisaram a importância de se continuar a construção de centrais nucleares para evitar a perda de capacidade tecnológica e garantir ao país a geração de energia tão necessária ao desenvolvimento. O debate, que está diretamente relacionado ao planejamento estratégico da NUCLEP, tem por objetivo mostrar a importância de um planejamento eficaz para o setor. De acordo com o Presidente da CNEN, o Programa Nuclear Brasileiro, com cerca de 60 anos de criação, é enxuto e de grande sucesso. Como exemplo ele falou das usinas nucleoelétricas de Angra 1 e Angra 2, que sozinhas geram metade da energia consumida no território fluminense. - Achamos que essa discussão é importante para fortalecer o relacionamento com os principais atores das áreas de Negócios da NUCLEP. Um planejamento eficaz é de suma importância para que o país possa continuar desenvolvendo novas tecnologias e as empresas possam se atualizar na relação com o mercado – concluiu o presidente da NUCLEP.

  • NUCLEP e Marinha do Brasil cortam a primeira chapa do SBR-3

    Um evento que demonstra a integração entre as empresas que estão construindo o submarino brasileiro e caminham juntas para a produção do primeiro submarino com a propulsão nuclear do Brasil. Assim o Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Júlio Soares de Moura Neto, iniciou seu discurso, na última terça-feira (13/01), na cerimônia de corte da primeira chapa do SBR-3, terceiro submarino convencional construído dentro do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB). Antes, no discurso de boas vindas, o presidente da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP, Jaime Cardoso, elogiou sua força de trabalho e disse que a empresa fica honrada em ter sido escolhida pela Marinha para participar desse projeto, estratégico para a Nação. Ele agradeceu pessoalmente ao comandante Moura Neto, a quem entregou uma placa alusiva ao evento, pela  parceria na conquista de mais essa vitória. - Quero agradecer pessoalmente ao comandante Moura Neto, que sempre acreditou na qualidade de nosso trabalho e na excelência de nossos empregados. Estamos aqui juntos em mais esse momento de grande importância para o país – frisou Cardoso. O acionamento da máquina foi feito pelo Comandante da Marinha Moura Neto; pelo novo Comandante nomeado para a Marinha, Almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira; o diretor geral de Material da Marinha, Luiz Guilherme Sá de Gusmão; pelo coordenador geral do Programa de Desenvolvimento com Propulsão Nuclear, Gilberto Max Roffé Hirschfeld; por Jaime Cardoso; e pelo presidente da Itaguaí Construções Navais (ICN), Pascal Le Roy. A parceria com o governo francês prevê a construção, com transferência de tecnologia, de quatro submarinos convencionais e um a propulsão nuclear. - O estreitamento da parceria entre NUCLEP e ICN tem contribuído para que eventos como esse sejam uma realidade. Estamos trabalhando com novas tecnologias, absorvendo novas idéias e nos preparando para o desafio da construção do primeiro submarino de propulsão nuclear. Parabenizo aqui os trabalhadores das duas empresas pela capacidade de construir juntos um futuro melhor para nosso país – aplaudiu Moura Neto. Após a cerimônia, todos seguiram para a linha de produção da ICN, onde já estão seções do primeiro submarino, construídas pela NUCLEP e entregues à ICN, em 06/01/2015, responsável por dar prosseguimento à construção, instalando tubulações e equipamentos a bordo, bem como cabos elétricos e redes hidráulica e pneumática, entre outros. 

  • NUCLEP entrega subseções do SBR-1

    A Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP entregou à Itaguaí Construções Navais (ICN), nesta terça-feira (06/01), as subseções 05, 06 e 07, que compõem a seção 2A do SBR-1. Esse será o primeiro submarino da classe Scorpéne produzido no país, em parceria com o governo francês, com previsão de ser lançado oficialmente em 2017. As subseções encontram-se unidas e prontas para receber o escotilhão – importante peça do casco resistente que permitirá a retirada de grandes equipamentos, como os motores a diesel, durante os períodos de manutenção de maior complexidade. A seção irá se juntar à parte da “vela” do submarino, uma das partes mais complexas da embarcação. Juntamente com a entrega da seção de qualificação, realizada em 02/09/2014, a entrega das subseções 05, 06 e 07 constitui mais um importante avanço no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) e reforça a capacidade da NUCLEP em atender com excelência as demandas estratégicas do país. Empresa Estratégica de Defesa (EED), a NUCLEP tem um portfólio que abrange, além dos cascos resistentes, a construção de equipamentos para usinas nucleares e para plataformas de exploração de petróleo, entre outros. Iniciado em 2008, o PROSUB é uma parceria firmada entre o Brasil e a França e prevê, entre outros pontos, a transferência de tecnologia necessária à construção de quatro submarinos convencionais diesel-elétrico e também do futuro submarino brasileiro de propulsão nuclear.

  • NUCLEP entrega subseções do SBR-1

    A Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP entregou à Itaguaí Construções Navais (ICN), nesta terça-feira (06/01), as subseções 05, 06 e 07, que compõem a seção 2A do SBR-1. Esse será o primeiro submarino da classe Scorpéne produzido no país, em parceria com o governo francês, com previsão de ser lançado oficialmente em 2017. As subseções encontram-se unidas e prontas para receber o escotilhão – importante peça do casco resistente que permitirá a retirada de grandes equipamentos, como os motores a diesel, durante os períodos de manutenção de maior complexidade. A seção irá se juntar à parte da “vela” do submarino, uma das partes mais complexas da embarcação. Juntamente com a entrega da seção de qualificação, realizada em 02/09/2014, a entrega das subseções 05, 06 e 07 constitui mais um importante avanço no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) e reforça a capacidade da NUCLEP em atender com excelência as demandas estratégicas do país. Empresa Estratégica de Defesa (EED), a NUCLEP tem um portfólio que abrange, além dos cascos resistentes, a construção de equipamentos para usinas nucleares e para plataformas de exploração de petróleo, entre outros. Iniciado em 2008, o PROSUB é uma parceria firmada entre o Brasil e a França e prevê, entre outros pontos, a transferência de tecnologia necessária à construção de quatro submarinos convencionais diesel-elétrico e também do futuro submarino brasileiro de propulsão nuclear.

Páginas