NUCLEP marca presença no SIEN 2017

A NUCLEP participou do VIII Seminário Internacional de Energia Nuclear (SIEN) nos dias 12 e 13 de julho, no Centro de Convenções Bolsa do Rio, no Centro da cidade. O evento reuniu especialistas do setor, que discutiram perspectivas da área nuclear e a retomada da usina Angra III.

O presidente interino, Carlos Henrique Seixas, esteve na mesa de abertura, juntamente com o presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), Paulo Roberto Pertusi, o presidente da Eletronuclear, Bruno Campos Barreto e o presidente das Indústrias Nucleares do Brasil (INB), João Carlos Derzi Tupinambá.

Além disso, o diretor Industrial, Rogério Corrêa Borges, apresentou a NUCLEP como indústria de base e falou sobre sua importância no setor nuclear e seus principais projetos em desenvolvimento.

Nessa edição do SIEN, 30 colaboradores das Diretorias Administrativa, Comercial e Industrial marcaram presença de forma efetiva. “É uma atualização na área”, declarou o engenheiro da Garantia da Qualidade, Bruno Cesar de Morais. “Uma oportunidade que nós, profissionais, temos de aproveitar as palestras e fazer uma reciclagem.”

Segundo o gerente de vendas, André Abrantes, o evento mostrou que medidas importantes estão sendo tomadas para retomada do setor Nuclear. A criação do Comitê de Desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro, mostra que o governo está preocupado com as atividades do setor, e os esforços dos agentes envolvidos na busca de alternativas para retomada das obras de Angra 3, evidencia a preocupação com a conclusão de Usina, que é o passo fundamental para se pensar em futuras Usinas no Brasil,. Ainda segundo o gerente, a questão nuclear é irreversível. O Brasil tem se utilizado das termelétricas a carvão, mas estas não são a melhor opção, pelo seu elevado custo e pela emissão de gases poluentes. A nuclear pode garantir o suprimento de energia firme e limpa, acrescenta.

Dessa forma, o encontro também reuniu agências internacionais, associações técnicas, autoridades do governo, institutos de pesquisa, técnicos e gestores da cadeia industrial do setor, universidades e profissionais, inclusive de outros seguimentos. O SIEN promoveu painéis e palestras sobre a Política Nuclear no país, os desafios para o desenvolvimento da área, novas tecnologias e outras abordagens ligadas ao tema. O Seminário foi finalizado no dia 14 com uma visita às instalações da INB.